Como ser fiscal do Enem 2017

Atualizado em: dezembro 10, 2016

by Enem 2016 on 10/12/2016

Como ser fiscal do Enem 2017? Milhares de pessoas são selecionadas todo o ano para trabalharem nos dias de prova do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. São várias as funções exercidas pelos colabores e as remunerações variam de acordo com os cargos. As inscrições para os interessados em cooperar na fiscalização durante as provas serão abertas semanas antes da aplicação do Exame.

Os interessados em trabalhar no Enem 2017 precisam ficar atentos às publicações do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), visto que as vagas de fiscais são preenchidas rapidamente devido, principalmente, à recompensa financeira paga pelo MEC (Ministério da Educação).

Quais as funções e quanto recebe um fiscal do Enem?

Na edição de 2015, o Exame Nacional do Ensino Médio contou com mais de 8 milhões de candidatos pré-inscritos e as provas foram aplicadas em mais de 1700 municípios de todas as unidades federativas do Brasil. A expectativa é de que os números sejam bem parecidos na edição de 2017 e, devido à tamanha proporção, será imprescindível a colaboração de pessoal capacitado para a aplicação das provas do Enem 2017.

Em geral, as funções dos fiscais do Enem 2017 serão as seguintes: Chefes de sala, ledores, intérpretes de libras, aplicadores de prova, volantes, fiscais de banheiro e pessoal de apoio. Os aplicadores são aqueles que prestam auxílio aos chefes de sala. Os volantes são os fiscais que trabalham nos corredores dos pavilhões de sala de aula. Por sua vez, o pessoal que trabalha no apoio são os porteiros, auxiliares de limpeza, seguranças, etc.

Todos os trabalhadores desempenham tarefas com o objetivo de organizar e viabilizar a aplicação das provas. Os fiscais devem informar a localização das salas, autorizar a entrada dos estudantes nesses ambientes, entregar as provas, receber os cartões-resposta, monitorar a aplicação do Exame, instruir os participantes, dentre outras funções.

Como se inscrever para fiscal do Enem 2017?

As inscrições para fiscal do Enem 2017 serão abertas semanas antes das provas, que devem ser aplicadas no último final de semana do mês de outubro ou no primeiro final de semana de novembro. Existe mais de uma maneira para se inscrever no processo seletivo dos interessados em trabalhar no Enem. O Inep conta com o apoio do CESPE/UnB e da Fundação CESGRANRIO na organização do Exame e uma das atribuições das instituições é a seleção dos fiscais.

As informações sobre as inscrições serão divulgadas no portal do Inep e nos sites do CESPE/UnB e da Fundação CESGRANRIO, pouco antes da abertura do processo seletivo. Também é de costume que as próprias universidades envolvidas na aplicação das provas recebam inscrições para fiscais do Enem. Assim, seus próprios estudantes e funcionários costumam ser privilegiados na escolha.

Na edição de 2015, o Inep selecionou 25 mil servidores públicos do Governo Federal a fim de reforçar a segurança durante a aplicação das provas. Para a seleção, foi aberto um edital extra, publicado no Diário Oficial da União (DOU). A remuneração dos servidores do Executivo federal que atuaram como fiscais foi de R$ 39,15 por hora de trabalho. O tempo em exercício variou entre 08 e 12 horas, de acordo com a função.

Ao todo, contabilizando os 25 mil servidores públicos envolvidos, o Enem 2015 mobilizou cerca de 850 mil envolvidos. Este número levou em conta não só os dias de aplicação do Exame, mas também todas as etapas que contribuíram para a realização das provas como, por exemplo, o transporte e armazenamento seguro dos cadernos de questões, realizados pelo Exército, Marinha, Aeronáutica e Correios.

Como é feito o pagamento dos fiscais do Enem 2017?

O pagamento dos fiscais do Enem 2017 será realizado através do Banco do Brasil, de duas maneiras exclusivas: Via depósito bancário em conta corrente em nome do fiscal; ou através de ordem de pagamento, também em nome do próprio fiscal envolvido.

A remuneração de fiscal do Enem 2017 levará em conta a função exercida pelo colaborador nos dias de aplicação do Exame. Comparando com o rendimento dos últimos anos, é possível estimar que os chefes de sala, por exemplo, receberão mais de R$ 200,00 nos dois dias de trabalho. Já os aplicadores e fiscais, devem receber algo em torno de R$ 150,00. Por sua vez, o pessoal de apoio será recompensado com valores próximos a R$ 120,00. Todos os detalhes sobre especificidade das funções, remuneração e treinamento serão divulgados no edital de inscrição.

Todas as notícias sobre o Exame Nacional do Ensino Médio são publicadas em nosso site e compartilhadas na página do Enem 2017 no facebook. Continue nos visitando, curtindo e compartilhando nossas informações com seus amigos!

Como ser fiscal do Enem 2017
1 (20%) 1 voto

Leave a Comment

Texto anterior:

Próximo texto: